8 ferramentas para saber como votar

Tempo médio de leitura: 7 minutos

Falamos aqui sobre os números de candidatos por partido nas próximas eleições, e sobre o efeito do voto nulo no sistema eleitoral vigente. Ainda há muito a traçar do panorama que temos até Outubro, mas uma pergunta que ronda a mente de todos é: quem escolher?

Você confia no candidato do flyer que lhe é entregue todos os dias, no caminho para o trabalho, com sorriso fácil e número que gruda como música do Latino? Eu não.

Com o temor das opções que tanto vemos, prefiro transformar a pergunta inicial em outra, também comum, mas anterior: como votar?

A resposta natural para esta pergunta: cabe a cada um decidir. O tipo de ideologia em que acredita, os projetos que enxerga como necessários, ou mesmo a completa indiferença podem determinar isso.

Felizmente, muitas ferramentas e métodos estão sendo criados por pessoas interessadas em responder essas perguntas. O voto começa muito antes de se pressionar o primeiro botão de uma urna; nosso papel na democracia não acaba após o “Confirma” da urna. Essas são algumas ideias que podemos aproveitar até e além das eleições.

Para o período de Eleições

Você Fiscal

Você Fiscal
Aplicativo Você Fiscal – em desenvolvimento

Ainda é promessa, mas a ideia do aplicativo Você Fiscal, direcionado para dispositivos com Android, é auxiliar a população a acompanhar os números da votação pelo país, para aumentar a certeza de segurança no uso da urna eletrônica.

Cada urna imprime o Boletim de Urna (BU) ao final do dia de votação, com as informações dos votos. Quantos votos no candidato A, quantos no B, número de votos brancos e nulos, total de votos na urna, dentre outras informações. Uma cópia do BU deve ser afixada em local visível da seção.

O aplicativo deverá funcionar com a ajuda de eleitores, como nós, que tiraremos fotos das cópias dos Boletins de Urna. O sistema do aplicativo ficará responsável pela contagem e comparação com os resultados apresentados posteriormente pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

nota do autor: o aplicativo foi lançado na loja Google Play. Você pode conhecer mais sobre o funcionamento no site, ou assistindo ao vídeo abaixo:

Voto x Veto

Voto x veto
Aplicativo Voto x Veto

Outro aplicativo, que está sendo divulgado essa semana. Já está disponível para dispositivos com Android, e promete aparecer para iOS em breve.

A comparação que vi de um amigo resume bem a ideia: “O Tinder das propostas dos candidatos!”. O aplicativo apresenta trechos de propostas dos candidatos à presidência, sem mostrar a qual candidato a proposta pertence, como num teste cego. Você pode selecionar “Voto” ou “Veto”, e depois verificar quem foi o autor da proposta. Uma forma de determinar, com menos vícios, que candidato aparenta ter mais ideias parecidas com as suas. As propostas foram retiradas diretamente dos planos de governo cadastrados no TSE (que você também pode conferir aqui).

Para o período de eleições, e além

VotenaWeb

Vote na Web
Funcionamento do Votenaweb (FOTO: Reprodução/Votenaweb)

O site apresenta projetos de lei que estão em pauta no Congresso Nacional. São indicados os políticos que propuseram os projetos, além de filtros como Estado, Partidos, entre outros. É permitido a qualquer pessoa votar a favor ou contra os projetos, comentando e qualificando-os com definições como “Urgente” ou “Sem Noção”. O site também inclui páginas dos políticos, com todos os projetos de lei propostos pelos mesmos, além de um ranking dos políticos, de acordo com aceitação das propostas, número de votos nas mesmas, entre outras possibilidades de ranking.

O Votenaweb se propõe a enviar relatórios para o Congresso com os resultados das participações de eleitores, e dar espaço aos políticos para respostas ou manifestações sobre as propostas.

Ranking Políticos

Ranking Politicos
O caminho traçado pelo Ranking Políticos (FOTO: Reprodução/Ranking Políticos)

O Ranking dos Políticos visa atribuir uma pontuação a parlamentares e aos candidatos à Presidência, de acordo com critérios como: presença em sessões parlamentares; uso de privilégios; processos judiciais; qualidade legislativa, que conta com subcritérios como combate à corrupção; mentirômetro, que avalia o cumprimento ou descumprimento de promessas, além de informações como o número de partidos aos quais um político já se filiou.

A plataforma conta ainda com informações de cada político como em que projetos de lei ele votou sim ou não (quando disponível a informação), de quais foi autor ou revisor. Qualquer pessoa pode ajudar a adicionar ou retirar pontos de políticos, fornecendo informações – e comprovações – para auxiliar no Ranking.

Lei de Acesso à Informação

Lei de Acesso à Informação
Lei de Acesso à Informação

A Lei nº 12.527/2011 regulamenta o direito constitucional de obter informações públicas.

Desde 16 de maio de 2012, quando entrou em vigor, a Lei de Acesso à Informação permite a qualquer cidadão ou pessoa jurídica o direito de pedir informações sobre instituições públicas. Vale também para o recebimento e uso de dinheiro público por instituições privadas, sem fins lucrativos.

É uma ferramenta fortíssima em qualquer época, não só a de eleições, para exercermos acompanhamento do que o governo e outros órgãos fazem.

Para além das eleições

O Sonho Brasileiro da Política

Projeto Sonho Brasileiro da Política
Logomarca do projeto (FOTO: Reprodução/Sonho Brasileiro da Política)

A empresa Box1824 realizou uma pesquisa em 2011, “Projeto Sonho Brasileiro”, que visava traçar o perfil do jovem brasileiro, de 18 a 24 anos, diante de várias questões. Agora, três anos depois, a empresa retorna com uma nova pesquisa, “Projeto Sonho Brasileiro da Política”. Dessa vez, jovens de 18 a 32 anos responderam a questões que tentam entender a relação do jovem brasileiro com a política. O lançamento é em Setembro, mas a pesquisa já começou em algumas capitais do Brasil.

Minhas Cidades

Minhas Cidades
Plataforma Minhas Cidades (FOTO: Reprodução/Minhas Cidades)

São muitos hoje os sites de abaixo-assinado, como o Avaaz, de alcance mundial. No Brasil, a proposta do Minhas Cidades vai um pouco além. Realidade, por enquanto, apenas para Rio de Janeiro e São Paulo. O projeto visa, através de uma série de ferramentas como o Panela de Pressão (ferramenta de pressão direta sobre governantes), possibilitar que qualquer pessoa crie uma mobilização, ou se junte a mobilizações de outras pessoas.

Assembleia Popular Horizontal

Assembleia Popular Horizontal
Assembleia Popular Horizontal

Resultado das manifestações de Junho de 2013, no dia 18 do mesmo mês iniciou-se a Assembleia Popular Horizontal. Em Belo Horizonte, debaixo do Viaduto Santa Tereza, se propôs a ser um espaço coletivo e colaborativo, para discussão de ideias para o desenvolvimento da cidade. O movimento conta com comissões de comunicação e de proliferação, na tentativa de espalhá-lo para cidades vizinhas. Além do primeiro link, mais sobre a iniciativa pode ser visto na página do Facebook.

Adições de leitores

Manchetômetro

Nas ferramentas apresentadas acima, não foram destacadas as mídias tradicionais, pois essas já tem alcance suficiente dentro da população. Ainda assim, é relevante para o período de eleições, se informar sobre o que está sendo dito em meios de massa.

Gráfico mostrando a valência das notícias de capa para os candidatos (FOTO: Reprodução/Manchetômetro)
Gráfico mostrando a valência das notícias de capa para os candidatos (FOTO: Reprodução/Manchetômetro)

O Manchetômetro – sugerido pela leitora Patrícia Moraes – é uma iniciativa do Laboratório de Estudos de Mídia e Esfera Pública (LEMEP), da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). O laboratório acompanha as notícias veiculadas nos três jornais de maior circulação do país – Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo – e no Jornal Nacional, da TV Globo, sobre os três candidatos com maior intenção de voto segundo as pesquisas: Dilma Roussef; Aécio Neves; Eduardo Campos. Alguns dados complementares, como notícias sobre partidos, também são avaliados.

Para a análise, utilizam o conceito de valência: “A valência de uma notícia ou chamada diz respeito a sua orientação positiva ou negativa em relação ao assunto noticiado”. Não é avaliada a veracidade da notícia, apenas seu potencial de impacto na imagem do candidato. As notícias contabilizadas, no caso dos jornais, são apenas as de capa – as com maior probabilidade de visualização.

Projeto Brasil

O Projeto Brasil é mais uma plataforma com intuito de facilitar a visualização das propostas dos candidatos, com foco na eleição para Presidente. Existem diferentes funções, como:

  • um teste cego das propostas (como ocorre no Voto x Veto);
  • comparação de propostas (para avaliar e comentar, é necessário registro);
  • visualização de perfil do candidato, com histórico político e declaração de bens.

Repolítica

repolitica_2O Repolítica é talvez a plataforma que permita mais interação entre o eleitor e o candidato. Você pode responder um questionário sobre política e economia, para que o site determine os dez candidatos para cada cargo que mais se identificam com suas ideias.

Você também pode fazer perguntas diretas ao candidato, ver respostas para outros eleitores e avaliar as considerações deles para os pontos do mesmo questionário que os eleitores respondem.

Agora é com você

Além das oito prometidas, dez ferramentas foram apresentadas graças à adição de leitores, para ajudá-lo a escolher em quem votar, e ir além do voto, cobrando os políticos e fazendo a diferença no dia-a-dia. Mas a lista não acaba aí. Existem páginas e grupos no Facebook, perfis no Twitter, dezenas de outras redes sociais, com potencial para nos ajudar nesse processo, além de grupos e iniciativas fora da internet, esperando nosso apoio.

É impossível criar uma lista completa, mas vale a tentativa. Conhece alguma ferramenta que não foi listada aqui? Site, aplicativo, plataforma, e também iniciativas offline, não importa, mande aqui embaixo nos comentários. Vamos conhecer a proposta e adicionar aqui em cima, para tornar essa lista um ponto de partida completo para quem quiser responder as perguntas iniciais do texto. Não sabe como votar? Quem escolher? Agora podemos começar a descobrir.


Esse texto faz parte do projeto Eleições 2014. Tem alguma dúvida sobre o processo eleitoral? Sugestão de um tema que precisa de esclarecimento? Comente aqui embaixo. Teremos prazer em pesquisar e ajudar a tornar o voto mais consciente.


Gostou do texto?

Você pode receber as atualizações do Além do Roteiro inserindo o seu email abaixo e clicando em “Seguir”.