Álbuns que você deveria conhecer – If I Should Go Before You – City and Colour

Tempo médio de leitura: 4 minutos

A contemplação da mortalidade não é um tema incomum. Mas, no quinto álbum de sua carreira, Dallas Green aborda o tema dentro de um relacionamento, em uma crise existencial de tirar o fôlego.

Esse tema é abordado através de solos psicodélicos a ritmos R&B. Ainda assim, Dallas não deixou de lado sua tendência acústica, característica de seus álbuns anteriores, especialmente o de estreia, Sometimes. Ele faz uma mistura perfeita de tristeza e afeição, de espera e desejo, de desespero e devoção.

Seu instrumento sempre foi sua voz, e nesse álbum ele prova, mais uma vez, que sua voz, suave e elegante, nunca falha em expressar todo o espectro de suas emoções.

Woman

Quando ouvi essa música pela primeira vez, jurava que a banda tinha se jogado para o lado do rock progressivo (influência muito clara do Pink Floyd). Embora os elementos estejam parcialmente presentes (vejam o tamanho da música, aliado aos leves toques psicodélicos), não foi bem o caso. Mas, com certeza, é um dos sons mais pesados da história da banda, e uma das provas mais incontestáveis do talento de Dallas Green.

A letra fala de um homem que ama incondicionalmente uma mulher, mesmo depois do fim dos tempos, mesmo:

when the world has emptied; and the planet is covered in dust
(quando o mundo estiver vazio; e o planeta estiver coberto por poeira)

Northern Blues

Uma música sobre um homem em uma jornada de busca por clareza. Uma jornada. Ele canta:

three hundred thousand hours/Still I remain hungry for the light
(trezentas mil horas/e eu ainda continuo faminto pela luz)

O que, numa matemática básica, significa que por 34 anos ele está buscando a luz, em uma clara analogia à clareza que disse antes.

Mizzy C

A letra mostra alguém que deseja mudar, mesmo com a incerteza de virar a página.

If I try to change direction / I might not find what I’m looking for / But this bitter disposition / Well now must surely run its course
(Se eu tentar mudar de direção / posso não encontrar o que estou procurando / Mas essa amarga disposição / bem, agora deve certamente seguir seu curso)

If I Should Go Before You

Na palavras do próprio Dallas: “é sobre a ideia de amar tanto uma pessoa que você quer que ela siga em frente caso você se vá, e amando tanto que você não iria querer seguir em frente caso ela se fosse”.

Killing Time

Mostra Dallas enfrentando uma crise de identidade. Isso fica claro em duas passagens:

Lately I’ve been thinking about
just who I’m supposed to be
(ultimamente eu tenho pensado
em quem eu deveria ser)

I’m running from the shadow
of my former shadow’s life
(estou correndo da sombra
da sombra da minha vida antiga)

Wasted Love

Runaway

Música sobre um homem que foge de seu passado:

“Finally free from the past
How long could a feeling like this last?”
(enfim livre do passado
como um sentimento pôde durar tanto?)

E encontra um lugar, livre dele, para viver com quem ama:

“I found the permanent place
Where the skies are gold not grey
Where I can taste the salt on your skin”
(encontrei um lugar permanente
onde os céus são dourados, não cinzas
onde eu posso provar o sal em sua pele)

Lover Come Back

Bem ao estilo dele, que conhecemos em seu primeiro álbum, Sometimes, é uma música sobre um homem que sabe que perdeu algo bom:

“How could I have been so foolish
to let you leave”
(como eu pude ser tão tolo
ao deixar você partir)

E que entende suas limitações:

“I’ll never be as good as I’d like to be”
(nunca serei tão bom quanto quero ser)

E, talvez, que entenda por qual motivo terminaram:

“But I think that we missed our connection”
(mas acho que perdemos nossa conexão)

Ainda assim, ele pede que ela volte:

“Lover come back, lover come back to me”
(amor volte, amor volte para mim)

Map of The World

Friends

Como ele mesmo diz no início do vídeo: é uma música sobre amigos.

Blood

Essa última música é uma das mais bonitas do álbum, e fala sobre “pegar leve”, não tentar apressar as coisas, porque com certeza há mais sob a superfície do que podemos ver.


Gostou do texto?

Você pode receber as atualizações do Além do Roteiro inserindo o seu email abaixo e clicando em “Seguir”.