Artistas que você deveria conhecer – Biffy Clyro

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Biffy Clyro é um trio escocês formado em 1995. Possui influências que abrangem o metal pesado do Metallica ao progressivo de lendas como Rush, enquanto muitos fazem uma conexão de seu som ao Nirvana e ao Foo Fighters. Por outro lado, os membros da banda são conhecidos por ouvir bandas como Burning Airlines, Far, Jawbox, Kerbdog, Pantera, Soundgarden, Lightning Bolt, Drive Like Jehu,Mineral, Red House Painters, Sunny Day Real Estate e Weezer.

A banda nunca explicou diretamente a origem do nome Biffy Clyro. Pelo contrário, ao longo de sua trajetória (1995-atualmente), deram inúmeras explicações (todas sem fundamentos verdadeiros). Em uma oportunidade, disseram que havia um jogador de futebol escocês chamado Biffy Clyro, que jogou pelo time Ayr United. Muitos aceitaram essa história, até que procuraram pelo jogador. Nunca o encontraram. Mais tarde, a banda explicou que inventava histórias porque estavam de saco cheio de todos perguntarem as mesmas questões.

Isso mostra que músicos podem dar os nomes que bem entenderem, e o mundo que se dane. Isto mostra bastante sobre a personalidade da banda; tocam suas músicas, como bem entendem, e o mundo que se dane.

E, num mundo recheado de músicas pré-programadas, isso é maravilhoso!

The Captain – Álbum “Only Revolutions”, 2009

Machines – Álbum “Puzzle”, 2007

Saturday Superhouse – Álbum “Puzzle”, 2007

That Golden Rule – Álbum “Only Revolutions”, 2009

Black Chandelier – Álbum “Opposites”, 2013

Folding Stars – Álbum “Puzzle”, 2007

Mountains – Álbum “Only Revolutions”, 2009

Booooom, Blast & Ruin – Álbum “Only Revolutions”, 2009

57 – Álbum “Blackned Sky”, 2002

Living Is A Problem Because Everything Dies – Álbum “Puzzle”, 2007

Who’s Got A Match – Álbum “Puzzle”, 2007

Many of Horror – Álbum “Only Revolutions”, 2009


Gostou do texto?

Você pode receber as atualizações do Além do Roteiro inserindo o seu email abaixo e clicando em “Seguir”.

Nicholas Nogueira

Carioca, que abriu sua própria empresa para poder ter tempo de escrever e falhou miseravelmente. Uma pessoa intensa que encontrou na escrita a única forma de extravasar tudo que passa dentro de si.