A violência contra a mulher, de “Game of Thrones” a “O Quarto de Jack”

Tempo médio de leitura: 2 minutos

Qual a última vez que você leu/ouviu uma mulher falando sobre um assunto nerd? Quantas vezes?

Até semana passada, não saberia responder ambas as perguntas. A segunda resposta não passaria de “poucas vezes”.

Essa realidade incomoda visto a vontade que tenho de diminuir meu machismo. Nada me impede, por exemplo, de ler mulheres falando sobre qualquer assunto que normalmente é associado a homens. Exceto, talvez, pela bolha que é a linha do tempo do Facebook. Nessa bolha acabam surgindo massivamente notícias de sites como Omelete e Legião dos Heróis – exemplos de grandes portais de cultura nerd, majoritariamente (ou exclusivamente) geridos e escritos por homens.

Então me deparei com um texto sobre a representação do estupro em histórias – a exemplo de Game of Thrones – e descobri a existência da campanha: 16 dias de ativismo na luta contra a violência à mulher. Os 16 dias se iniciam em 25 de Novembro, data selecionada pela ONU em 1999 como dia da luta pelo fim da violência contra a mulher, e fecham o período em 10 de dezembro.

A partir desse ponto ocorreu um efeito cascata. Uma série de blogs sobre cultura nerd, de equipes inteiramente femininas, além de algumas autoras avulsas, ingressaram na campanha no clima do #feminismonerd, trazendo vários aspectos sobre a representação da mulher em tantas e tantas histórias que amamos. Entrei em tantos quanto pude e estou contente de conseguir agora equilibrar minhas fontes sobre cultura nerd entre homens e mulheres. Se você também busca esse equilíbrio, tem texto aqui até 2017.

Obs: não é meu objetivo reivindicar participação na campanha ou dizer que o AdR é parte do #feminismonerd. Nem “ajudar” essas autoras, a maioria de seus sites e perfis é maior que o alcance do próprio AdR. O objetivo é equilibrar meu próprio consumo de conteúdo e compartilhar a oportunidade para quem deseja o mesmo. Fica o convite também para ir além dos textos apontados e explorar cada blog. Tem muita coisa boa! Vamos lá?

Nó de Oito

Collant sem Decote

Prosa Livre

Psicologia & Cultura Pop

Valkirias

Minas Nerds

Pac Mãe

Iluminerds

Séries por elas

Momentum Saga

Preta, Nerd & Burning Hell

Delirium Nerd

Gostou do texto?

Você pode receber as atualizações do Além do Roteiro inserindo o seu email abaixo e clicando em “Seguir”.

Save


Also published on Medium.