Como a Pixar começa uma história

Tempo médio de leitura: < 1

Nota: o Além do Roteiro tem agora uma parceria com o Cinemascope! Conheça o curso “Panorama do Cinema Distópico” para aprofundar narrativas distópicas e de ficção científica como Laranja Mecânica, Blade Runner, e O Conto da Aia.

*tira a poeira da tela*

Um tempo que não apareço por aqui, não é?

Espero que você esteja o melhor possível nesse período difícil da quarentena. Se puder, fique em casa. Lave bem as mãos. Mas vamos falar do que nos interessa aqui, roteiro.

Em um curso que estou fazendo, me deparei com um vídeo maravilhoso da Pixar, de ninguém menos do que Michael Arndt, roteirista de Pequena Miss Sunshine, Star Wars: O Despertar da Força e Toy Story 3. Você sabe onde consegue ler todos esses roteiros, não sabe?

Nesse vídeo, Michael explora como a Pixar trabalha o início de seus filmes, a partir dos exemplos de Toy Story, Procurando Nemo e Os Incríveis. Ele traz conceitos conhecidos de muita gente, mas a forma como ele conecta os conceitos e estrutura o raciocínio me serviu bastante.

Por isso eu catei o vídeo como pude e o legendei para compartilhar com vocês aqui. Hoje é só isso mesmo que vim fazer. O vídeo tem cerca de 8 minutos e é bastante didático. Aproveitem!

Gostou do texto? Você pode receber as atualizações do Além do Roteiro inserindo o seu email abaixo e clicando em “Inscrever”.
Loading

Editor, veja aqui meu | Website

Roteirista, apaixonado por narrativas. Editor do Além do Roteiro, podcaster do Homem Também Chora.